Bahia, 20 de maio de 2019 às 08:50 - Escolha o idioma: pt Português

Esquenta Micareta será realizado no dia 21 de abril


Por: - Crédito da Foto:


 

O tradicional Esquenta Micareta, que ocorre todos os anos na Rua São Domingos, já tem data para ser realizada. Será no dia 21 de abril, no domingo que antecede a Micareta. A informação é do secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges.

“Todo ano surge alguma novidade. Esse ano tem um pessoal querendo colocar um bloquinho e não sei se vai ter espaço. O que sei é que desfila uma vez e depois acaba, não volta pela avenida. O horário vai ser o mesmo, começa as 12h e acaba as 19h. O pessoal do Unidos pelo Samba confirmou que vai, Luciano Mello também”, afirmou.

Preparativos para a Micareta

Com várias atrações já confirmadas para animar o folião pipoca na Micareta deste ano, o secretário Edson Borges afirmou que os preparativos para a festa estão ocorrendo dentro do cronograma de forma tranquila.

“Até agora está ocorrendo tudo bem, tem licitações em andamento e espero que todas transcorram bem. Ainda essa semana vamos fazer na secretaria uma grande reunião para definir um monte de coisas, como horários, por exemplo. A fiscalização preventiva integrada já está fazendo reuniões rotineiras também. Estou atualizando o regulamento da micareta para aperfeiçoar e estamos na iminência de lançar o Perola Negra”, informou.

Contratação de Daniela Mercury e Igor Kannário

O secretário ainda falou sobre uma solicitação do vereador Edvaldo Lima para não contratar para a Micareta artistas como Daniela Mercury, Igor Kannário e Pablo Vitar, que segundo ele, fazem apologia a violência e a homossexualidade. Edson Borges afirmou que Pablo Vitar está fora de cogitação, até mesmo pelo cachê cobrado e que Daniela Mercury e Igor Kannário não estão descartados.

“Temos uma lei municipal de 2012 do vereador Lulinha que proíbe a contratação de qualquer atração que faça apologia ao crime, que incentive a violência ou tenha depreciação contra a mulher. A gente cumpre isso. Não temos nada contra Kannário, mas acho que é preciso ter um diálogo, pois sempre acontece uma rusga com a Polícia Militar, que trabalha na segurança da festa. Não quero julgar, mas o artista não pode procurar atritos com a PM. Há um histórico dele de fazer isso. Mas ele e Daniela Mercury estão em discussão”, informou.

 

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade