Bahia, 25 de março de 2019 às 04:56 - Escolha o idioma: pt Português

Ex-secretário de Cabral, Regis Fichtner é preso pela Lava Jato no Rio


Por: - Crédito da Foto:


O advogado Régis Fichtner, chefe da Casa Civil do governo de Sérgio Cabral, foi preso em mais uma fase da Lava Jato no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira (15). Fichtner foi, entre 2007 e 2014, um dos homens mais importantes integrantes do secretariado de Cabral. A informação é do G1.

Fichtner já havia sido preso em um desdobramento da Lava Jato. A Operação C’est fini (é o fim, em francês), em novembro de 2017, levou o secretário e mais quatro pessoas para a cadeia. Contra Fichtner pesava a suspeita de ter recebido propina de R$ 1,6 milhão. Um habeas corpus o soltou uma semana depois.

Em junho de 2018, a TV Globo mostrou trechos da delação de Carlos Miranda, apontado pela Justiça como operador de Sérgio Cabral. Nos depoimentos, Miranda revelou que o grupo criminoso usou até helicóptero para transportar propina. Régis estava na lista dos que recebiam prêmios da federação das empresas de ônibus do RJ (Fetranspor), segundo o delator.

Na época, em depoimento à CPI dos Transportes na Alerj, Fichtner disse que Miranda estava desesperado. “Responde a mais de 20 processos e provavelmente vai ser condenado a 200 anos de prisão. É uma mentira, um absurdo total desprovido de qualquer prova”, afirmou.

Em audiências anteriores, ex-secretários apontaram a Casa Civil como a principal responsável pela gestão de obras, como a da Linha 4 do metrô. Fichtner negou ter conhecimento, à época, de desvios e disse que sua função era entregar a obra a tempo da Olimpíada.

FONTE: Bahia.ba